3 de dezembro: Dia Internacional da Pessoa com Deficiência é dia de reflexão

Em 1992, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência em 3 de dezembro e, desde então, este é o dia em que provoca-se a promoção da conscientização sobre a qualidade de vida de pessoas que possua deficiência, seja ela física ou mental.

 

Além de debater a qualidade de vida dessas pessoas, a data também busca conscientizar sobre a importância da inserção dos portadores de deficiência na política, economia, na cultura e no mercado de trabalho.

 

De acordo com a ONU, aproximadamente 10% da população mundial tem algum tipo de deficiência, por este motivo, o principal objetivo desta data é colocar em prática os melhores métodos para garantir dignidade. “Somos mais de 45 milhões de brasileiros e nossa força é o que nos permite subir os maiores degraus na escada da vida. Somos capazes”, disse Rita Maria Serafim Fonseca, diretora do Sindicato.

 

Bolsonaro ataca direitos dos PCDs –  Quem não se lembra da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, usando a Língua Brasileira dos Sinais (Libras) na posse de Bolsonaro, em janeiro deste ano? Sua atitude foi alvo de elogios, mas ao que tudo indica, o discurso de Michelle não passou de uma encenação.

 

Isso porquê Bolsonaro preparou um ataque aos PCDs e enviou à Câmara o Projeto de Lei (PL) 6.159/2019 e propôs alterar a Lei de Cotas (8.213/1991), que é a principal responsável pela presença de pessoas com deficiência no mercado de trabalho formal no Brasil.

 

Traduzindo, as empresas contratam pessoas com deficiência porque são obrigadas por lei, mas com a proposta do governo a empresa pagará uma taxa para a União e ficará livre dessa obrigação.

 

O PL foi apresentado no dia 26 de novembro e tem caráter emergencial, ou seja, Bolsonaro tem pressa em retirar direitos das pessoas com deficiência.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading