Com aumento da violência doméstica durante quarentena, Justiça lança campanha Sinal Vermelho

Os números são assustadores. Desde que a quarentena teve início, em março deste ano, os casos de feminicídio tiveram aumento de 22% no país e as denúncias no 180 cresceram 34%, se compararmos com o mesmo período dr 2019.

Sabendo que a subnotificação é alta e maquiam esses índices, a Associação dos Magistrados (AMB) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançaram a campanha Sinal Vermelho, para incentivar as vítimas da violência doméstica a denunciarem seus agressores com segurança.

Mulheres que necessitam pedir ajuda, devem desenhar um “X” na palma da mão e exibi-lo a algum atendente, facilitando o recebimento do auxílio das autoridades. “A ideia é ótima, mas ampliar essa rede é o ideal. Levar essa orientação ao máximo de pessoas auxiliará mulheres que não podem buscar ajuda em um estabelecimento, mas facilitará, por exemplo, que peçam socorro a algum amigo ou amiga por chamada de vídeo ou usando as redes sociais. A pessoa bate o olho, reconhece o pedido e aciona polícia, acho super válido”, explicou Silvana Kaproski, coordenadora do Coletivo de Mulheres do Sindicato dos Bancários de Guarulhos e Região.

Inicialmente, a ação conra com mais de dez mil farmácias em todo o país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

loading