Em live, gerente nacional do Saúde Caixa admite que o plano de saúde mudará

 

O governo neoliberal de Jair Bolsonaro (sem partido) vem cumprindo com seu objetivo e destruindo todas as conquistas dos trabalhadores/trabalhadoras da Caixa Econômica Federal (CEF).

Em live realizada a FENACEF no dia 2 de julho, a gerente nacional da CEF Louise Dias afirmou com todas as letras que o plano Saúde Caixa ira mudar, seja para pagamento por faixa etária ou para pagamento para plano individual.

Trocando em miúdos, o plano para aqueles com idade entre 40 e 45 anos passarão a pagar “por cabeça, acabando com o mutualismo/grupo familiar.

Para aqueles que já estão aposentados ou com idade acima dos 50 anos, piorando a situação para quem tem mais de 59 anos, restará a fila do Sistema Único de Saúde (SUS).

O Conselho está idealizando um relatório para apontar os furos dessa mudança, mas fato é que o Saúde Caixa é viável e já provou isso com o modelo concebido em conjunto com os empregados entre 2004 e 2015, mostrando-se sustentável e superavitário.

Ou seja, está claro que trata-se de um ataque da política neoliberal contra a classe trabalhadora, com leis e normas como a GCPAR23 (um congresso com a menor representação de deputados trabalhistas da história recente).

Para a categoria resta a mobilização e resistência em torno das entidadwa sindicais, associativas dos empregados para tentar barrar mais esta tentativa de retirar direitos.

Por uma Saúde Caixa para todos, mais contratações e uma Caixa 100% pública.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

loading