Guarulhos registra uma morte por coronavírus a cada três horas

Quatro meses após o início da pandemia, Guarulhos registrou 1.002 mortes por Coronavírus nesta quinta, dia 23. Um número alarmante, como se um guarulhense morresse infectado pela Covid-19 a cada três horas.

A taxa de letalidade também é altíssima e chega a 9.3% dos casos registrados, valor maior que as taxas nacional estadual, que são de 3.7% e 4.7% respectivamente.

Os números refletem a baixa adesão ao isolamento social e às políticas públicas ineficientes adotadas desde o início da crise sanitária, ainda em março.

Fato é que Guti fez uma visita à Brasília em 09 de junho e voltou do encontro “rezando a cartilha” do presidente Jair Bolsonaro, pressionando a abertura do comércio mesmo sem a capacidade de testagem em massa e fazendo a população de cobaia ao oferecer um vermífugo contra a doença, sem se importar com a taxa de letalidade da doença.

O resultado está aí, com 46 mortes registradas em um único dia no início da semana de 20 de julho.

A reabertura do comércio e o incentivo de que o guarulhense retome sua rotina, sem planejamento, sem previsão de riscos, não trata-se de um plano para salvar a economia, mas sim de uma irresponsabilidade absurda com a vida dos mais vulneráveis. Quem ganha com tudo isso?

Dados Covid dia 23 de julho

Brasil

– 2.227.514 casos confirmados
– 82.771 óbitos
– 3,7 taxa de letalidade

SP

– 439.446 casos confirmados
– 20.532 óbitos
– 4,7 taxa de letalidade

Guarulhos

– 10.728 casos confirmados
– 1.002 óbitos
– 9,3 taxa de letalidade

Fonte: Secretaria Estadual de Saúde/SEADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading