Menos de um mês após assumir Ministério, Teich deixa Saúde

 

Menos de um mês à frente do cargo, o ministro da Saúde, Nelson Teich, pediu demissão do cargo na manhã desta sexta, 15. A demissão acontece após o agora ex-ministro ter discordado do presidente sobre regras de isolamento e uso da cloroquina, tal como aconteceu com seu antecessor, Henrique Mandetta.

 

Teich se mostrou surpreso, inclusive, ao ser informado ao vivo em uma coletiva que Bolsonaro ampliou a lista de serviços essenciais, incluindo salões de beleza e academiasde ginástica.

 

Essa é a segunda baixa na pasta em meio a pandemia do Coronavírus, época em que a equipe do governo precisa estar alinhada no combate ao vírus. Mas sem um líder e com ataques às medidas de distanciamento social, os ministros que discordam de Bolsonaro não permanecem no cargo, expondo ainda mais a fragilidade do governo.

Até o momento, o nome do substitutivo não foi divulgado, mas especula-se a nomeação de um militar para a pasta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading