Open Banking: sistema compartilhará dados de clientes entre instituições a partir de julho

O sistema que promete revolucionar o relacionamento entre clientes e instituições financeiras começou a ser implantado em fevereiro, mas informações de correntistas só serão de fato compartilhadas entre os bancos a partir de 15 de julho de 2021. Mas afinal, o que é o Open Banking? O Open Banking é um conjunto de regras e tecnologias que permitirá o compartilhamento de dados e serviços de clientes entre instituições por meio de seus sistemas, tudo com o consentimento do usuário.

 

Não haverá nenhum sistema a parte, como um aplicativo, para que os usuários solicitem tal compartilhamento. Na prática, os clientes pedirão para os bancos compartilharem seus dados por meio dos aplicativos que já existem.

 

Até que o sistema esteja em funcionamento, quatro fases do projeto deverão ser instauradas. Fato é que somente as instituições financeiras autorizadas pelo Banco Central é que poderão fazer parte do Open Banking e que os maiores bancos serão participantes obrigatórios do compartilhamento de dados.

 

Em resumo, as informações hoje monopolizadas serão compartilhadas com concorrentes e o cliente passa a ter poder sobre seus dados financeiros e utilizá-los como e onde quiser. Para os bancos representam enfrentar concorrência com empresas menores, pois em posse das informações, bancos digitais e paytechs, por exemplo, poderão fazer ofertas mais atrativas e conquistar o usuário.

 

Como trata-se de um sistema novo, ainda é difícil prever os maiores riscos que os clientes correm com tal compartilhamento de informações, mas a possibilidade de vazamento dos dados é uma realidade. “Foca-se muito nas ‘vantagens’ e não especulam os riscos que os clientes correm com esse novo sistema, pois os dados financeiros mostram toda a capacidade financeira dos consumidores e trazem riscos se caírem nas mãos das pessoas erradas”, alerta o presidente do Sindicato dos Bancários de Guarulhos e Região, Luis Carlos dos Santos.

 

O Banco Central será o responsável pela regulamentação e fiscalização da implantação do sistema e apesar da impossibilidade de traçar como funcionará o sistema na prática, a tendência é de que o Open Banking seja seguro.

 

Quais são as fases?

Fase Qual tipo de dado poderá ser compartilhado entre as instituições
1. Início em: 01/02/21 As instituições financeiras irão compartilhar entre si, sob supervisão do BC, suas prateleiras de produtos, serviços e taxas disponíveis; o consumidor ainda não participa desta fase;
2. Início em 15/07/2021 Instituições financeiras estarão aptas a compartilhar entre elas os dados cadastrais de clientes (como nome, CPF/CNPJ, telefone, endereço, etc) e informações relacionadas a conta corrente, tarifas, entre outros – tudo sempre a partir do consentimento do consumidor;
3. Início em 30/08/2021 Início dos serviços de iniciação transação de pagamento (sendo possível usar o WhatsApp para iniciar uma transferência, por exemplo); e a possibilidade de compartilhamento do histórico de informações financeiras dos clientes;
4. Início em 15/12/2021 Possibilidade de compartilhar dados referentes a operações de câmbio, serviços de credenciamento, contas de depósito a prazo e outros produtos de investimentos, seguros, previdência complementar aberta, entre outros;

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading