Sindicato participa de Seminário sobre Adoecimento Psíquico no Trabalho

Organizado e realizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) pelo Dia Internacional em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho, o Sindicato dos Bancários de Guarulhos e Região participou do Seminário sobre o Adoecimento Psíquico no Trabalho, tema de extrema importância para a categoria bancária, realizado de maneira remota no dia 28 de abril.

 

Daniela Cucio, secretária de Saúde e dirigente do Sindicato, foi a representante da instituição durante o evento que abordou o aprofundamento e a difusão dos conceitos relacionados a esse problema de saúde que atinge bancários e bancárias e também a troca de relevantes informações entre palestrantes e inscritos. “Foi uma incrível oportunidade de falar sobre doenças mentais e sobre o suicídio e o preconceito que o rodeia. É importante que a categoria saiba que estamos fazendo o debate e que levaremos o tema para nossa próxima negociação coletiva”, explicou a diretora.

 

Quem vive a rotina dentro de um banco sabe o quão emocionalmente desgastante é o trabalho no ramo financeiro e é fato de que diagnósticos de depressão, Burnout e tantas outras enfermidades psicológicas têm crescido nos últimos anos, resultado da má gestão bancária, do assédio moral constante e das cobranças por metas abusivas. “Quero que bancários e bancárias saibam que pensamos nisso como um problema social e que todos- mesmo que não estejam passando por esse tipo de problema – devem pensarno coletivo e debater o assunto, pois é algo que pode acontecer e precisamos saber lidar”, relatou Daniela. Entre 2009 a 2017, a quantidade de bancários e bancárias afastados por problemas mentais, como Síndrome de Burnout, aumentou em 61,5%, já o número total de afastamentos foi de 30%. A fonte é o próprio INSS.

 

Os números não foram atualizados devido a pandemia, mas teme-se que sejam ainda maiores. Uma pesquisa mais recente com esse público foi feita pela FENAE (Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal) e avaliou 3.000 funcionários da CAIXA. O estudo verificou que:

 

 

  • 80% dos bancários da Caixa sofrem de doenças relacionadas ao trabalho;
  • 20% dos trabalhadores afirmaram ter jornada de trabalho superior às 8 horas diárias;
  • 26% dos entrevistados sofrem de transtorno de ansiedade;
  • 13% dos funcionários passaram a apresentar sintomas de Burnout;
  • 11% começaram a ter Síndrome do Pânico;
  • e que 33% dos entrevistados estão afastados por depressão. (fonte: https://arraesecenteno.com.br/burnout-o-fosforo-queimado-da-vez/ em 14 de março de 2022)

 

Procure o Sindicato – por fim, vale destacar que o Sindicato está a disposição da categoria para orientação da categoria. “Se algum bancário ou bancária estiver com algum problema e não saiba como deve agir peço que nos procure para que possamos orientá-lo e fazer alguns procedimentos de registro”, concluiu a diretora.

 

O Sindicato dos Bancários de Guarulhos e Região fica na rua Paulo Lenk, 128, e o telefone da instituição é o (11) 2440-7888.

 

crédito imagem: <a href=’https://br.freepik.com/fotos-vetores-gratis/colaboracao’>Colaboração vetor criado por rawpixel.com – br.freepik.com</a>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading