Três maiores bancos privados do país lucram mais de R$34,5 bi no primeiro semestre de 2021

Mesmo com o Brasil mergulhado em uma crise econômica sem precedentes por conta da pandemia causada pelo Coronavírus e pela política econômica do governo Bolsonaro, os três maiores bancos privados do país obtiveram lucro de mais de R$34,5 bilhões apenas no primeiro semestre de 2021. Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil ainda não divulgaram seus resultados.

 

Se analisarmos as performances separadamente, o Bradesco foi o que se saiu melhor no semestre com lucro de R$12,8 bi e crescimento de 68,3% se comparado ao mesmo período do ano passado.

 

 

O Itaú obteve lucro de R$12,9 bi, praticamente empatado com seu concorrente, mas com crescimento de 59,4% em relação ao primeiro semestre de 2020. Em seguida vem o Santander, com um lucro expressivo de R$8,8 bi e crescimento de 19,3% em comparação ao ano anterior.

 

“É assustador pensar que o brasileiro está com dificuldades de colocar comida na mesa enquanto banqueiros lucram quantias absurdas em cima dos trabalhadores e trabalhadoras e também dos clientes. O Bradesco, por exemplo, demitiu aproximadamente 9.400 pessoas, um absurdo”, relatou o presidente do Sindicato, Luis Carlos dos Santos.

 

Com relação ao Itaú, apesar de fechar o semestre com saldo positivo no número de vagas, é importante ressaltar que nenhuma vaga criada foi destinada para bancários e bancárias, todas foram destinadas para a área de Tecnologia da Informação.  “Além disso, eles fecharam mais de cem agências em 12 meses, precarizaram o trabalho e prejudicaram funcionários e clientes “, concluiu Luis.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

loading