Bancos fecham mais de 17 mil vagas no Brasil em 2017

O país do golpe e das reformas – que em nada melhoram a vida dos trabalhadores e trabalhadoras – fechou 17.801 vagas no setor financeiro apenas nos 10 primeiros meses deste ano. As informações pertencem a uma análise do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged), feita pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).

O único estado brasileiro a apresentar saldo positivo na geração de empregos bancários foi Paraíba, com 49 vagas abertas no período analisado. Os demais estados apresentaram saldo negativo de emprego e os estados com mais cortes foram São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná, com o fechamento de um total de 10.027 postos encerrados em 2017.

A instituição com o maior número de dispensas foi a Caixa Econômica Federal, com um total de 6.287 postos de trabalho a menos, graças ao Plano de Demissão Voluntária (PDV) aberto este ano.

Os mais prejudicados com as demissões foram bancários entre 50 e 64 anos, que representam 85% das vagas encerradas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *