Saúde em Guarulhos pede socorro

Quem precisar de atendimento médico em Guarulhos nos próximos dias dependerá da sorte, pois o impasse entre a Prefeitura de Guarulhos e o Instituto Gerir parece não ter solução, as informações são desencontradas e o “disse me disse” rola solto.

 

O serviço, que já é terceirizado, foi “quarteirizado”.  O Gerir contratou os serviços da Clínica Médica Aricanduva para administrar o Hospital Municipal de Guarulhos (HMU) e a empresa emitiu nota informando que, devido aos constantes atrasos nos pagamentos dos valores devidos e pelos transtornos causados aos seus profissionais, atenderá apenas até às 19h desta terça-feira, dia 31. Após o prazo, os atendimentos serão realizados apenas “em pacientes referenciados como Emergência pela Central de Regulação do Município”, ou seja, se o munícipe não estiver referenciado, ficará sem atendimento médico.

 

A Prefeitura nega que esteja em débito com o Instituto Gerir e afirma que, apesar do posicionamento da Clínica Médica Aricanduva, os atendimentos de urgência e emergência seguirão em funcionamento normal. A gestão municipal afirma ainda que, conforme contrato, já repassou mais de R$30 milhões de reais à sua prestadora de serviços apenas em 2018. Fato é que para impedir o fechamento do hospital, a Prefeitura montou um plano emergencial de contingência.

 

Manifestações – Na tarde desta terça-feira, dia 31, o Conselho Municipal de Saúde – com apoio da população, da igreja católica e de movimentos sindicais – protestou contra o caos na Saúde Pública na cidade. “A Prefeitura precisa dar uma posição para a população, pois o HMU vai fechar. Não há insumos, há pessoas na fila esperando atendimento sem nenhuma expectativa, é um absurdo. Nós estamos cobrando o governo a dar uma explicação, porque a nossa obrigação é defender a população e os usuários deste equipamento”, relatou o vereador José Luiz Ferreira Guimarães, representante dos bancários na Câmara de Guarulhos.

A concentração aconteceu na praça Getúlio Vargas e os manifestantes seguiram até a Secretaria de Finanças, na avenida Salgado Filho.

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

loading