Senado aprova auxílio de R$600 para autônomos

A votação foi simbólica, mas o Senado aprovou nesta segunda, dia 30, o auxílio emergencial mensal de R$600 para trabalhadores autônomos e pessoas com deficiência – que estejam na fila para receber o Benefício de Prestação Continuada (BCP) – durante a pandemia do Coronavírus.

 

O benefício poderá ser recebido por até dois membros da mesma família, somando subsídio de R$1.200. Podem recebê-lo pessoas que não estiverem empregadas formalmente, que não recebam benefício previdenciário ou assistencial (com exceção do bolsa família) seguro-desemprego ou programa de transferência de renda, ou seja, cidadãos que não estejam protegidos pela Seguridade Social.

 

A renda familiar per capita permitida não pode ultrapassar o valor de R$522 (meio salário mínimo) ou renda familiar total de R$3.135 (o equivalente a três salários mínimos). “Mesmo que seja uma ajuda aquém da necessária, é importante ressaltar que a oposição foi de extrema importância para conquistar o auxílio de R$600, tendo em vista que Bolsonaro queria destinar R$200 de subsídio”, explicou o presidente do Sindicato, Luis Carlos dos Santos.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

loading