Sindicato impede reabertura de agência do Itaú em Juiz de Fora (MG)

Segundo o secretário-geral do sindicato, Robson Marques, o banco não apresentou o certificado de sanitização do local. “Viemos para a agência antes das 8h, não deixamos que fosse aberta para garantir a segurança dos funcionários e clientes”, disse.

De acordo com o sindicato, os três funcionários que tiveram teste positivo para covid-19 têm entre 30 e 45 anos e foram afastados do serviço. “Estamos em contato com os pacientes e com o banco para que este tome as providências a fim de ampará-los”, afirmou o secretário-geral do sindicato. “A infecção pelo novo coronavírus em exercício da função é caracterizada como doença ocupacional”, apontou o sindicalista.

“Precisamos fazer valer a responsabilidade do Itaú ao colocar vidas em risco. Para os banqueiros, o lucro tem sido mais importante do que as vidas. Cobramos do banco a emissão do CAT (comunicado de acidente de trabalho) para esses bancários que tiveram a confirmação de covid-19. E que haja ainda um ressarcimento das despesas com o adoecimento, pois os planos de saúde não cobrem os testes”, disse a secretária de Saúde e Condições de Trabalho do sindicato, Taiomara Neto de Paula.

Segundo reportagem do jornal Tribuna de Minas, um quarto funcionário, que preferiu não se identificar, teria sido submetido ao teste na tarde de terça, a fim de confirmar ou não a doença.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

loading