Categoria bancária faz uso abusivo de medicação sem prescrição médica

Dados do Ministério da Saúde apontam que afastamento de bancários por transtornos mentais e comportamentais cresceu 61,5% em oito anos; como se não fosse o bastante, em consultas aos bancários e bancárias de nossa base de representação observou-se o aumento no uso indiscriminado de medicação de alta complexidade.

 

“A pressão vivida nas agências bancárias para o cumprimento de metas abusivas possui relação direta com os níveis de adoecimento e da criação de saídas individuais para superar as dores físicas e emocionais.” comentou Daniela Cucio, coordenadora do programa de qualidade de vida do sindicato.

 

Por isso o sindicato alerta, tais procedimentos podem mitigar por um de tempo o problema, mas, por serem efeitos do ritmo e das condições de trabalho são problemas coletivos e somente com a aproximação, sintonia e confiança da categoria teremos mais elementos para negociar soluções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading