Diretores do Sindicato dos Bancários de Guarulhos e Região participam de ato contra fim da aposentadoria que reuniu 10 mil trabalhadores em São Paulo

A manhã desta quarta-feira, 20, foi de resistência e luta. Diretores do Sindicato dos Bancários de Guarulhos e Região juntaram-se a outras Centrais Sindicais e 10 mil trabalhadores para protestar contra a proposta de Reforma da Previdência, apresentada por Jair Bolsonaro (PSL) ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM). O protesto aconteceu na Praça da Sé, na Assembleia Nacional da Classe Trabalhadora, e os presentes disseram ‘não’ à proposta que quer enterrar o direito à aposentadoria dos brasileiros e brasileiras.

 

Para o Sindicato, Central Única dos Trabalhadores e Centrais Sindicais, as propostas do governo visam acabar com o direito dos pobres e manter os privilégios de quem ganha mais. “É inadmissível conceber que, com essa proposta, teremos idosos recebendo menos que um salário mínimo em um futuro próximo, sem contar que grande parte das pessoas que movimentam a economia morrerão sem acesso ao benefício”, explicou o presidente do Sindicato, Luis Carlos dos Santos, citando a obrigatoriedade da idade mínima em 65 anos para homens e 62 anos para mulheres.

 

Durante o encontro, um calendário de lutas foi definido e prevê mobilização nos locais de trabalho, bairros e municípios em todo o Brasil, dialogando com toda a população, de Norte a Sul do País.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading