Obras preocupam bancários em agência da Caixa

 

O estouro de um encanamento da agência 250 da Caixa Econômica Federal, localizada no cruzamento das avenidas Tiradentes e Salgado Filho, às 21h do dia 29 de junho causou transtornos aos usuários e bancários/bancárias, mas também acendeu o alerta para um outro problema do prédio: as rachaduras.

O problema foi levado à Superintendência Leste da Caixa em reunião realizada nesta quinta, dia 2, oportunidade em que o Sindicato dos Bancários de Guarulhos e Região pediu atenção dos responsáveis, principalmente após receber a informação de que um prédio com dez pavimentos está sendo construído sobre a agência.

O caso chegou ao conhecimento dos diretores após o cano de água do sistema de prevenção à incêndio estourar e encher o local de água, inviabilizando o atendimento ao público nos terminais de atendimento (caixas eletrônicos) até as 10h do dia 30 de junho.

“No final de 2019 recebemos denúncias sobre trincas e rachaduras na agência e em acompanhamento fui informado de que a Gilog já havia sido acionada para os reparos, fato é que trata-se de um problema recorrente e a construção do prédio acima nos deixa apreensivos com relação à estrutura física da agência”, pontuou o diretor Roberto Leite, que é também funcionário da Caixa.

Bancários e bancárias da agência relataram apreensão com a obra e informaram a falta de segurança, a exemplo de uma tábua que caiu da construção próxima à fila dos clientes. “Não sabemos ao certo se (o rompimento do cano) foi devido a obra ou se foi problema no encanamento mesmo, mas aqui estamos com muito medo de trabalhar com essa construção em cima”, disse um bancário da agência, que continuou. “Fazem muito barulho durante o expediente, as vezes dá (sic) uns estrondos que a gente sente no prédio”.

O superintendente Flávio se comprometeu a verificar a situação, visando a segurança de funcionários, clientes e frequentadores da agência.

Em caso de denúncia sobre o andamento das obras e/ou surgimento de novos problemas, o Sindicato orienta a denunciar através do e-mail denunciaassediomoral@bangnet.com.br ou pelo whatsapp (11) 97643-2611.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

loading